Blog Clínica SiM | A maior rede de clínicas do Nordeste

Peeling: o que é e quais seus benefícios?

peeling
O peeling, um dos procedimentos mais consultados em clínica de estética e consultórios de dermatologista é um procedimento que visa à melhora de marcas, manchas e envelhecimento precoce da pele. Todo mundo quer ter uma pele sempre macia, livre dos problemas causados pela idade, sem espinhas e marcas de expressão. E esse é o sonho da maioria das mulheres que tem vaidade e se preocupam em manter com a beleza em dia. Por isso o peeling vem sendo tão procurado por esse público específico. No caso do peeling,  é realizado um tratamento através de esfoliações ou aplicações de substâncias químicas capaz de corrigir marcas, pequenas rugas e manchas, rejuvenescendo a pele.

Indicação do peeling

Além de todas as funções e aplicação do peeling, ele pode ser indicado no tratamento de pele oleosa, pois reduz a oleosidade, diminui cicatrizes causadas por acne, clareia sardas, manchas de sol e manchas provocadas pela idade, disfarça aparência de estrias, elimina rugas finas e marcas de expressão, melhorando consideravelmente a textura e a aparência da pele.

E qual o melhor momento para a realização do procedimento?

Bem, o indicado pelos especilistas é a sua aplicação durante o inverno, pois durante o tratamento, é feita a retirada de uma camada superficial de pele, que através de células com capacidade de reprodução logo se regeneram, a fim de dar a pele um novo aspecto. Como esse procedimento deixa a região da aplicação extremamente sensível, não se deve tomar sol, por isso o inverno é considerado a melhor época pois a insidencia de raios solares é menor e quem poucas quantidades. Assim, a recuperação da pele onde foi aplicada o peeling se torna completa e os resultados são satisfatórios.

Cuidados e atenção com o peeling

Assim como qualquer procedimento estético, antes de buscar o peeling como ajuda para os seus problemas de pele, o importante é ter atenção na forma como o produto é aplicado, ainda mais se a sua pele for jovem. Antes de qualquer aplicação, veja se a sua pele está preparada para esse tipo de tratamento e qual o melhor momento para o uso. Procure um dermatologista  de sua confiança para ter a indicação de quais cuidados você deve tomar em seu tratamento.

Tipos de peeling

Tendo em mente que para cada pessoa existe um tipo de tratamento, veja abaixo qual deles se encaixa no seu perfil de rosto e problema:

Peeling químico

É feito através da aplicações de ácidos como o retinoico, salicílico ou fenol diretamente na área afetada. Deve ser conduzida por um profissional habilitado, como os dernatologistas e em clínicas especializadas no tratamento.

Peeling físico

Nesse tipo de peeling não é usado nenhum processo químicos e sim de técnicas de esfoliação, que pode ser chamadas de peeling de cristal. Nesse procedimento, a esfoliação na pele é feita com microcristais de óxido de alumínio, reduzindo pequenas rugas e manchas, melhorando a textura da pele de forma considerável. Outra técnica que entra nesse segmento é a utilizada peeling com lixas de alta rotatividade capaz de remover cicatrizes e até mesmo tatuagens.

Peeling a laser

Nesse tratamento, os especilista indicam que devem ser evitado por mulheres de pele morena, pois suas manchas demoram um pouco mais para desaparecer, como se fosse igual a uma “queimadura” uniforme na pele, capaz de ótimos resultados. No peeling a laser, a intensidade pode ser superficial, médio ou profundo, porém somente o médico poderá indicar o grau de intensidade, visto que existem alguns fatores que devem ser considerados como:
  • Idade;
  • Textura atual da pele;
Bem, independente de qual tratamento você venha a escolher, lembre-se que o peeling não é feito da noite para o dia, e por isso é necessário preparar a pele para a aceleração da renovação, seja em torno de duas ou três semanas antes de iniciar as sessões. Assim, os dermatologistas indicam o uso de cremes a base ácido retinóico, ácido glicólico, hidroquinona e vitamina C. Assim eles vão conseguir identificar prováveis reações alérgicas ou irritações em relação aos produtos. Se alguma coisa surgir, é indicado um outro tipo de tratamento que não venha a afetar a pele do paciente ou sua saúde.

Cuidados com a pós aplicação do peeling

Para atingir os seu objetivos com o peeling, o paciente deve seguir corretamente as orientações passadas pelo médico. Após as sessões de peeling, fique bem longe da exposição solar por pelo menos dois meses, e durante esse período, é indicado o uso diário de protetor solar fator 30 ou mais, reaplicando-o várias vezes ao dia, até mesmo sendo usado em dias nublados quando estiver dentro de casa. Como a pele fica sensível, e ocorre uma leve descamação, os cuidados em relação à maquiagem devem ser redobrados, até porque alguns produtos podem provocar irritações. Uma dica importante: jamais puxe as casquinhas que se formam no rosto, pois podem causar cicatrizes. Além disso, após a aplicação do peeling, não faça uso de nenhum produto esfoliante. Sua pele já estará sensível demais e isso vai prejudicar todo o processo de tratamento. Além disso, veja alguns outros cuidados:
  • Só use cremes e pomadas recomendadas pelo seu médico;
  • Não depile a região tratada por pelo menos dez dias após o peeling;
  • Evite antissépticos bucais e cremes dentais com flúor, pela sensibilidade da região ao redor da boca;
  • Fuja de loções a base de ácido salicílico e cremes compostos a base de ácidos ou vitamina K;
  • Não tome banhos quentes e muito demorados.
Apesar de raras as reações negativas causadas pelo peeling, os dermatologistas recomendam que todo procedimento estético sejam feito em clínicas especializadas, com profissionais experientes e conceituados. Já o peeling mais profundo, tem que ser aplicado em hospitais a fim de evitar riscos aos pacientes.

Benefícios do peeling

O peeling químico dá uma camada nova a sua pele, com uma textura mais lisa e coloração mais uniforme. Além disso, ele estimula o crescimento de novas células e a diminuição das rugas. Conheça outros benefícios do peeling:
  • Redução da oleosidade;
  • Clarear sardas, melasma e manchas da idade e do sol;
  • Diminuir cicatrizes de acne;
  • Prevenção de espinhas;
  • Cuidado com estrias;
  • Melhorar rugas;
  • Melhorar aparência e textura da pele.
Com todas essas informações, consulte um dermatologista capacitado para o uso das técnicas e acompanhamento do paciente no pré e pós-procedimento. Jamais realize esses procedimento de modo caseiro ou sem a ajuda de um profissional que possa dar o auxílio necessário. Pele bonita e nova todo mundo quer, por isso é importante buscar um tratamento que se adapte a suas necessidades e que traga resultados satisfatórios.
Gostou? Compartilhe!
Sobre o autor:

Clinica SiM

Deixe seu comentário