Clínica Geral

Hemoglobina Glicada – o que é e qual sua importância?

exame de hemoglobina glicada

O que é hemoglobina glicada?

O exame de hemoglobina glicada é um exame de sangue usado para avaliar o controle glicêmico médio ao longo dos últimos dois a três meses em pessoas com diabetes. Ele fornece informações importantes sobre os níveis médios de glicose (açúcar) no sangue durante esse período. A hemoglobina é uma proteína encontrada nas células vermelhas do sangue e é responsável por transportar o oxigênio dos pulmões para as células do corpo.

A glicose no sangue se liga à hemoglobina de forma não reversível, formando a hemoglobina glicada. O exame vai medir a proporção de hemoglobina que foi glicosilada, ou seja, ligada à glicose, e por isso seu resultado é expresso em porcentagem. Quanto maior o nível médio de glicose no sangue durante um determinado período de tempo, maior será o resultado do exame. Para pessoas não diabéticas, os níveis de hemoglobina glicada ficam abaixo de 5,7%. No geral, um nível de hemoglobina glicada de 6,5% ou superior é considerado indicativo de diabetes.

Qual a importância do exame de hemoglobina glicada?

Esse tipo de exame é vantajoso porque não requer jejum e é menos afetado por variações diárias de glicose no sangue em comparação com outros exames. Ele oferece uma visão geral dos níveis de glicose ao longo do tempo e é usado para monitorar o controle glicêmico em pessoas com diabetes. Para essas pessoas, as metas de hemoglobina glicada devem se manter abaixo de 7,0% para assegurar uma vida saudável.

Quais os sintomas quando a hemoglobina glicada está alta?

É importante destacar, no entanto, que a hemoglobina glicada não causa sintomas diretamente. Como foi dito acima ela é um indicador do controle glicêmico ao longo do tempo e não está associada a sintomas específicos.

Contudo, quando os níveis de hemoglobina glicada estão persistentemente elevados, isso é um sinal de que os níveis de glicose no sangue estão descontrolados, o que pode ser sinalizado pelos seguintes sintomas:

1. Sede excessiva: Sentir muita sede e ter uma sensação constante de boca seca.
2. Micção frequente: Urinar com mais frequência do que o habitual, inclusive durante a noite.
3. Fadiga: Sentir-se cansado ou com falta de energia o tempo todo.
4. Perda de peso não intencional: Perder peso sem uma mudança na dieta ou atividade física.
5. Visão turva: Experimentar visão embaçada ou dificuldade em focar os olhos.
6. Infecções frequentes: Ter infecções, como infecções urinárias, cutâneas ou fúngicas, com mais frequência do que o normal.
7. Cicatrização lenta: Feridas que demoram mais para cicatrizar do que o esperado.
8. Formigamento nos pés: Sentir dormência, formigamento ou sensação de agulhadas nos pés e pernas.

É fundamental ressaltar que esses sintomas não são exclusivos de níveis elevados de glicose no sangue e podem ser causados por outros fatores. Além disso, algumas pessoas com níveis persistentemente elevados de glicose no sangue podem não apresentar sintomas óbvios. Portanto, é fundamental fazer exames regulares, incluindo o exame de hemoglobina glicada, para monitorar o controle glicêmico e receber orientação médica adequada.

Exame de hemoglobina glicada na Clínica SIM

Lembramos que a CLÍNICA SIM conta com o exame de hemoglobina glicada e com outros exames necessários no monitoramento de paciente diabéticos e pré-diabéticos.

Dra Ana Karla Almeida de Macedo – Clínica Geral – CRM 21249