5 riscos das DSTs durante a gravidez

DSTs durante a gravidez
Você já deve ter ouvido falar em Doenças Sexualmente Transmissíveis, as DSTs. Mas você sabe o perigo que elas trazem durante a gestação?A mais conhecida das DSTs é a AIDS, causada pelo vírus HIV, mas há outras doenças que são transmitidas por meio do sexo que podem comprometer não apenas a saúde da gestante, mas também trazer sérias complicações para o bebê antes e depois do nascimento.É importante lembrar que as DSTs podem ser adquiridas antes e mesmo durante a gravidez. Por isso é tão importante fazer um bom acompanhamento de pré-natal, realizando todos os exames para a detecção precoce dessas doenças.Nesse post, trazemos algumas informações sobre os riscos das DSTs durante a gravidez e como evitá-las.

Surdez por Sífilis

A bactéria que causa a sífilis pode atravessar a placenta e contaminar o bebê. A transmissão também pode ocorrer através do canal de parto. Além da surdez a sífilis pode causar cegueira e retardo mental no bebê e, ainda, outras complicações como baixo peso no nascimento e aborto.Segundo o Ministério da Saúde, de 2014 a 2015, os casos de sífilis congênita (transmitida de mãe para filho) subiram 19% e acendeu o alerta para uma epidemia da doença no Brasil. O número de gestantes infectadas cresceu 20,9% no mesmo período.O tratamento da doença é feito com penicilina e uma única dose reduz em até 90% os riscos de a gestante transmitir a sífilis para o filho.

Meningite por Gonorreia

A gonorreia é outra DST que traz riscos para o bebê. É uma doença silenciosa, já que cerca de 50% dos casos são assintomáticos, daí a importância dos exames pré-natais.Bebês que são contaminados com gonorreia podem desenvolver meningite, problemas nas articulações e infecções oculares que podem levar à cegueira. Durante a gestação, a doença também eleva os riscos de aborto, parto prematuro e infecções no útero e no líquido amniótico que protege o feto.

Pneumonia por Clamídia

A clamídia também é uma DST bacteriana que pode passar despercebida pela mulher — em 80% dos casos ela não apresenta sintomas. Quando não tratada antes do parto, o bebê pode ser contaminado durante o nascimento. As complicações para o recém-nascido envolvem pneumonia e conjuntivite. A doença também eleva os riscos de parto prematuro.

Microcefalia por Herpes

A gestante pode transmitir a herpes genital para o filho durante a gestação ou no momento do parto. Os riscos de contaminação do bebê são maiores quando a mulher manifesta a doença pela primeira vez no terceiro trimestre da gravidez, pois não há tempo para a produção de anticorpos maternos para protegê-lo.Crianças contaminadas com herpes genital podem ter complicações como retardo do crescimento fetal, infecções do sistema nervoso, microcefalia, malformações e hepatite.Apesar de não ter cura, é possível tratar a herpes genital com antirretrovirais e proteger o bebê.

Infecções hepáticas por Hepatite B

O maior risco da hepatite B na gestação é a transmissão da doença para o feto. Cerca de 40% dos bebês contaminados desenvolvem a hepatite B crônica e podem ter infecções graves do fígado e até mesmo desenvolverem câncer hepático.Para evitar essas complicações, os bebês expostos ao vírus durante a gestação devem ser vacinados logo ao nascer e completar a imunização com mais duas doses: uma no primeiro mês de vida e a outra aos seis meses.As mulheres que não se vacinaram antes de engravidar podem tomar as três doses da vacina durante a gestação.

Como evitar DSTs durante a gravidez

A melhor forma de se proteger contra as DSTs é usando camisinha em todas as relações sexuais. Muitos médicos têm recomendado o uso do preservativo durante a gravidez também para evitar a contaminação pelo zika vírus, já que há relatos de transmissão da doença por via sexual.Não se envergonhe e fale sempre com seu obstetra sobre seu histórico de doenças sexualmente transmissíveis. As DSTs durante a gravidez trazem muitos riscos para você e para seu bebê. Quanto antes você iniciar o tratamento, menores serão os riscos de complicações e mais protegido fica o seu filho.Quer mais informações sobre como ter acesso aos exames do pré-natal? Leia também nosso artigo sobre como fazer os exames durante a gravidez sem apertar o orçamento!
Gostou? Compartilhe!

> Artigos relacionados

gravidez e faculdade

Gravidez e faculdade: entenda quando vale a pena trancar o curso

cafeína na gravidez

Alimentos e bebidas com cafeína na gravidez

Deixe seu comentário