Saiba os gastos durante a gestação e se prepare

gastos-durante-a-gestacao
Após a felicidade da descoberta da gravidez, é comum surgir preocupações em relação aos custos durante a gestação e com a chegada do bebê. Apesar dos gastos serem muitos, não há dúvidas de que com um pouco de organização e cuidado dá para se preparar e conseguir pagar tudo o que o bebê precisa para nascer saudável e ser bem recebido em casa.Quer descobrir quais os gastos durante a gestação e como a sua família pode se preparar para eles? Continue a ler o nosso post!

Pré-natal

O pré-natal envolve a realização de consultas mensais com o obstetra e de diversos exames, incluindo ultrassons, exames de sangue e de urina. Embora possam parecer excessivos, todas essas medidas são importantes para garantir a saúde da mulher e do bebê e permitir o planejamento do parto.Nos planos de saúde, com mensalidades que variam entre R$150 e R$600, o pré-natal costuma ser coberto plenamente, mas é necessário que a mulher já tenha o plano antes de engravidar para não ficar sem atendimento devido ao período de carência, que pode ser de até 6 meses para consultas e exames.Caso a mulher não tenha plano de saúde e não queira usar o SUS, é importante considerar quais serão os custos desde o início e ter o pré-natal como prioridade. Considerando consultas de R$150 e ultrassons a partir de R$120, mais os exames de sangue, a estimativa de gastos para o pré-natal particular fica em pelo menos R$2 mil.Para economizar, busque clínicas populares, que oferecem serviços pela metade do preço, e tome as vacinas no posto de saúde, por exemplo.

Decoração do quarto, fraldas e enxoval

Um dos maiores sonhos das futuras mamães é ver o quarto do bebê todo arrumado e decorado. Desde o berço até os macacõezinhos de recém-nascido, os gastos podem sair do controle se o casal não tiver cuidado, ultrapassando R$ 5 mil!Além de investir em itens realmente necessários para o bebê, uma boa opção para economizar nesse momento é organizar um chá de bebê ou um chá de fralda e contar com a ajuda dos amigos e dos familiares, principalmente dos avós.Vale até buscar as amigas que tiveram o bebê recentemente e reaproveitar as roupinhas e os móveis das crianças que já cresceram ou buscar lojas que vendam carrinhos e berços usados.banner-ebook-exercicios-gravidas

Roupas de gestante

A partir do segundo trimestre, quando a barriga começa a aparecer, as roupas começam a ficar mais apertadas e desconfortáveis. É nessa hora que as roupas de gestante devem começar a fazer parte da sua vida e você descobre que elas são mais caras do que as roupas comuns.Como não compensa investir muito em peças que serão usadas apenas por alguns meses e é até mesmo difícil prever o tamanho da barriga ao final da gestação, o ideal é comprar algumas peças-chave em lojas de qualidade e depois apostar nos brechós e nas doações de amigas.

Parto

Mesmo para quem tem plano de saúde, é importante considerar que os gastos do parto ou serviços de doula podem não ser cobertos pela empresa, trazendo muita confusão para as finanças da família. Embora alguns partossejam tranquilos e impliquem em poucos gastos, outros podem envolver cirurgião, anestesista, neonatologista e dias de internação. No final, o preço total pode variar de R$3.000 até R$15.000.Como às vezes é difícil prever o que acontecerá, o compromisso de pagar o parto em um serviço particular deve ser assumido após muito planejamento, conferindo, inclusive, se a maternidade permite o parcelamento da conta.

Dieta

Pode parecer bobagem, mas como na gravidez é importante manter uma dieta saudável, os gastos com alimentação acabam aumentando, já que ingerir frutas, cereais integrais, salada e sucos naturais costuma ser mais caro do que comer qualquer besteira na rua.A longo prazo, no entanto, pode ter certeza que esse investimento na saúde compensa ao tornar a gestação e o parto mais tranquilos e reduzir o risco de você ou o bebê terem algum problema no futuro.Agora que você já conferiu quais são os maiores gastos durante a gestação, que tal ver as nossas dicas de gestão de finanças?
Gostou? Compartilhe!

> Artigos relacionados

álcool durante a gestação

Álcool durante a gestação: entenda como não combina

gravidez e faculdade

Gravidez e faculdade: entenda quando vale a pena trancar o curso

Deixe seu comentário