Ultrassom transvaginal: entenda a importância durante a gestação

Ultrassom transvaginal

Após a suspeita da gravidez e com os testes de farmácia e de sangue positivos, o ultrassom transvaginal é o próximo passo para a confirmação da gestação e o início do pré-natal. Apesar disso, muitas mulheres ainda têm dúvidas sobre como esse exame é realizado e porque ele é tão importante.

Quer entender mais sobre o ultrassom transvaginal e como ele avalia a saúde do seu bebê? Confira:

O que é o ultrassom transvaginal?

Também chamado de ultrassom endovaginal ou intravaginal, o ultrassom transvaginal é um exame de imagem simples que permite a visualização dos órgãos reprodutores femininos (útero, ovários e tubas uterinas).

A imagem é gerada à medida que a sonda do ultrassom emite uma onda de som e capta o eco gerado pelos órgãos, criando, com a ajuda do computador, uma imagem que permite o médico interpretar e diagnosticar a situação da mulher e do bebê.

Banner-Ebook-Acompanhamento-gravidas

Como o ultrassom transvaginal é realizado?

Basicamente, o médico insere a sonda do ultrassom, um pequeno tubo coberto com um preservativo e gel lubrificante, dentro da vagina da mulher, assim, consegue obter as imagens que ele precisa.

Por ser simples e indolor, o ultrassom transvaginal é considerado um exame de rotina para avaliação de questões ginecológicas e obstétricas.

É necessário algum tipo de preparo antes do exame?

Não é necessário estar com a bexiga cheia ou esvaziá-la, ficar em jejum ou realizar qualquer tipo de preparo antes do ultrassom transvaginal.

Por que o ultrassom transvaginal é realizado na gravidez?

Como o útero ainda está bem pequeno no início da gravidez, é difícil obter uma boa imagem pelo ultrassom abdominal obstétrico.

Esse primeiro ultrassom é essencial para confirmar a gravidez, já que vai realmente ver se há um bebê dentro do útero. É esse exame também que confere se o embrião se implantou no local correto, mede o colo do útero, avalia de quantas semanas é a gravidez e ajuda no cálculo da data provável do parto.

Dependendo do tempo de gravidez, dá inclusive para já ouvir os batimentos cardíacos do bebê durante esse ultrassom.

O ultrassom transvaginal pode machucar o bebê?

O bebê fica muito bem protegido dentro do útero durante toda a gravidez e a sonda do ultrassom não consegue alcançar a cavidade uterina ou o colo do útero.

Além disso, as ondas sonoras emitidas pelo aparelho são completamente inofensivas, pois estão em uma frequência acima da percebida pelo ouvido humano, o que garante que o exame será silencioso tanto para os pais e para o médico quanto para o bebê.

É obrigatório fazer o ultrassom transvaginal?

De certa forma sim, já que só ele é capaz de confirmar a gravidez e calcular a idade gestacional de forma acurada. O ideal é que o exame seja realizado ainda no primeiro trimestre, entre a 6ª e a 12ª semana de gravidez, para que o erro no cálculo da idade seja de apenas 7-10 dias.

Os ultrassons obstétricos feitos com a sonda na barriga podem ser realizados quando o útero já está maior e a gravidez mais avançada, mas eles não são bons para calcular o tempo de gravidez. A idade gestacional calculada no ultrassom da 30ª semana, por exemplo, tem uma margem de erro de até 21 dias.

Não sabe como lidar com as finanças para realizar o ultrassom transvaginal? Leia nosso post, confira nossas dicas e descubra como fazer os exames da gravidez sem apertar o orçamento!

Gostou? Compartilhe!

Deixe seu comentário