Saiba como reduzir a enxaqueca na gravidez

Passou a ter enxaqueca após engravidar? Saiba que mesmo mulheres que não tinham crises antes de engravidar podem ter episódios de dores de cabeça intensa, acompanhadas de náuseas, vômitos, sensibilidade à luz e ao barulho, que são sintomas característicos da enxaqueca.Essas crises são mais comuns no primeiro trimestre da gravidez e se devem às grandes mudanças hormonais pelos quais seu corpo está passando — especialmente de progesterona, hormônio que facilita o relaxamento do útero e dos vasos sanguíneos, aumentando a pressão arterial, o que pode causar as dores.Mas lembre-se de que é muito importante que você fale sempre com seu obstetra sobre dores de cabeça intensas, principalmente se elas acontecerem no fim da gravidez e vierem acompanhadas de inchaços súbitos nas mãos e tornozelos ou da sensação de luzes piscando.Esses podem ser sinais de pré-eclâmpsia, que é um aumento da pressão arterial que pode trazer sérias complicações para você e seu bebê — nunca tome nenhum remédio sem o conhecimento do seu médico.Como há restrições para o uso de medicamentos durante a gravidez, já que muitas substâncias podem causar má-formação no bebê, trazemos nesse post algumas dicas de tratamentos naturais que podem ajudam a reduzir as dores e os desconfortos da enxaqueca. Confira como aliviar a enxaqueca na gravidez!

Fique de repouso

Durante as crises de enxaqueca, deite-se em um ambiente silencioso, confortável, com pouca luz e procure relaxar. Exercícios físicos como caminhar ou subir escadas tendem a piorar as dores no momento de crise.Quanto mais tensa você ficar, maior a tendência de aumentar sua pressão sanguínea e mais intensas serão as dores. Se a luz estiver incomodando coloque uma venda nos olhos para escurecer ainda mais sua vista.

Use compressas de água morna

Compressas de água morna na testa e na região das têmporas (na lateral da cabeça) também vão ajudar a diminuir a pressão sanguínea e aliviar as dores, reduzindo a sensação de latejamento.

Faça escalda pés e massagens

Peça ao seu companheiro ou algum familiar para fazer um escalda pés e uma massagem em suas pernas. O calor vai contribuir para o seu relaxamento e abrir os vasos sanguíneos, facilitando a passagem do sangue e reduzindo a pressão que chega à cabeça.

Se alimente regularmente e em porções menores

Comer mais vezes e em porções menores, mantendo uma alimentação saudável e balanceada, também ajuda a reduzir as crises de dor de cabeça. Isso porque quando comemos muito de uma única vez sobrecarregamos os órgãos envolvidos na digestão, como o pâncreas, fígado, vesícula biliar, estômago e intestino.Esses órgãos vão precisar liberar mais compostos químicos para digerir os alimentos, o que pode causar a dor de cabeça, entre outros desconfortos. É aconselhável também evitar alimentos gordurosos, como queijos amarelos e carnes gordas, e também bebidas estimulantes como café e chocolate.Opte por frutas frescas, castanhas, verduras e legumes, que são mais leves e fáceis de serem digeridos. Além de terem grande valor nutricional.

Beba mais água

Beber até um litro de água em 20 minutos ajuda a reduzir a maioria das crises de enxaqueca na gravidez. A maior ingestão de água reforça a hidratação do organismo, diminuindo as dores.

Siga um horário regular de sono

O cansaço dos primeiros três meses e a dificuldade para dormir quando a barriga está maior, também podem desencadear as dores de cabeça. Procure manter um horário regular de sono para que seu organismo se acostume com essa rotina, reduzindo a tensão e prevenindo as dores.Ainda ficou com alguma dúvida sobre como prevenir e tratar a enxaqueca na gravidez? Deixe seu comentário!
Gostou? Compartilhe!

> Artigos relacionados

roupas para gestante

10 roupas para gestante manter o conforto e estilo

Ultrassom transvaginal

Ultrassom transvaginal: entenda a importância durante a gestação

Deixe seu comentário